Polícia Civil prende duas pessoas e evita homicídio no Agreste

A Polícia Civil realizou uma operação no Agreste alagoano, na noite desta sexta-feira (1º), que terminou com a prisão de dois criminosos e um terceiro entrou em óbito, após confronto com policiais civis da Gerência de Polícia Judiciaria 3 (GPJ 3), 4ª Delegacia Regional de Polícia (4ª DRP) e Delegacia de Homicídios (DHA). A ação foi registrada no Povoado Pau D´arco, na cidade de Arapiraca.

As equipes da GPJR, 4ª DRP e DHA, coordenadas pelos delegados Fábio Costa, Thiago Prado e Everton Gonçalves, respectivamente, receberam uma denúncia de que numa van advinda da cidade de Porto Real do Colégio haviam dois indivíduos armados, os quais estariam planejando cometer um crime na cidade de Arapiraca, não sabendo, entretanto, relatar qual seria o crime a ser praticado.

“Diante dessa grave informação, as equipes se organizaram e foram até as imediações do Povoado Pau D´Arco, a fim de monitorar as vans oriundas da cidade de Porto Real do Colégio. Ao notar que dois indivíduos desceram da van aparentando atitude suspeita, as equipes de policiais civis decidiram abordá-los, momento em que um deles sacou um revólver e efetuou disparos na direção dos policiais. Nesse ato, os policiais revidaram a injusta agressão, também efetuando disparos de arma de fogo. Um indivíduo foi alvejado, socorrido e veio a óbito na Unidade de Emergência, enquanto que outras duas pessoas do grupo criminoso foram presas”, disse o delegado Thiago Prado, tirular da regional de Arapiraca.

Na ação foram presos Paulo Henrique Vieira Dantas, de 19 anos, e Maria de Fátima Lima Pereira, 23. A polícia ainda não tem a identificação completa do homem que atirou nos policiais e morreu na troca de tiros. Sabe-se, até o momento, que ele teria o nome de Luciano e seria natural do estado de Sergipe.

Um revólver calibre 38 com seis munições, sendo três intactas e outras três deflagradas, foi aprendido durante a ação policial.

O delegado Thiago disse ainda que o trio viria para a cidade de Arapiraca com o plano de matar uma jovem, mas felizmente a polícia conseguiu interceder e impediu a concretização do crime.

Após a prisão, Paulo Henrique e Maria de Fátima foram conduzidos para a sede da Delegacia Regional de Arapiraca para interrogatório e confecção dos procedimentos cabíveis. O delegado informou que ambos foram autuados por associação criminosa.

Ascom – 02/06/2018